Região receptora - Transplante Capilar

Transplante Capilar

Atendimento de segunda à sexta: 9h às 20h

Região receptora

A região receptora é aquela que receberá as unidades foliculares retiradas da região doadora, ou seja, a área receptora nada mais é do que a região atingida pela calvície, a parte calva.

Quando o cirurgião faz a análise do couro cabeludo do paciente que realizará o transplante capilar, ele examina cuidadosamente a região receptora para avaliar o grau da calvície, bem como a probabilidade de evolução do caso futuramente. Através deste estudo, o cirurgião pode traçar quais as áreas que provavelmente sofrerão com a queda de cabelo no futuro, uma vez que a calvície é um problema progressivo.

São analisados alguns fatores para se traçar essas probabilidades como a idade, o grau da calvície e o histórico familiar do paciente, até três gerações anteriores a ele.

A partir desta análise pode-se saber qual região receptora deve ser priorizada no momento do transplante. É mais satisfatório, em termos estéticos, obter um resultado que apresente entradas, mas com uma densidade relevante, do que uma região sem entradas, porém com pouca densidade.

Uma vez que a região doadora é esgotável, o cirurgião tem que avaliar bem a região receptora para dar a preferência correta, possibilitando sua diminuição, priorizando o volume e a densidade dos fios que crescerão depois. É essa priorização que torna o resultado mais natural.

Após serem transplantados da região doadora para a receptora e depois que o paciente ultrapassa o tempo de cuidados pós-operatórios, os fios poderão ser cortados, tingidos ou alisados como os fios normais. Mesmo estando em uma área atingida pela calvície, os novos fios não possuem este código genético.

É importante!

Um dos consultores da Master Health entrará em contato com você.

* Lembre-se: a consulta é fundamental. Obrigado por se cadastrar.

Av. Paulista, 491 conj. 73/74 - 7º andar - Cerq. Cesar - SP - CEP 01311-000

X

Preencha seu telefone que ligaremos para você AGORA!